Pesquisar este blog

domingo, junho 14

Para refletir...

Diário Popular publicou, na edição deste Domingo, o resultado do estudo Mapa do Encarceramento,  que aponta um crescimento de 20% da população carcerária em Pelotas, nos anos de 2013 e 2014.

Em fevereiro de 2014 a Secretaria de Segurança Pública revelava cenário de avanço nos crimes violentos em Pelotas, tais como roubos, homicídios e latrocínios.

Em setembro de 2014 Pelotas contabilizava 60 mortes violentas, entre homicídios (54) e latrocínios (6), enquanto em setembro de 2013 eram registrados 32 homicídios apenas.

Em 2015, até o dia de hoje, há 36 registros de mortes violentas (homicídios) em Pelotas.

Ou seja, ao mesmo tempo em que cresce a população carcerária no município, recrudesce a violência.

E a pergunta rola, e a cabeça agita: a prisão é solução?


Um comentário:

Chagas disse...

Não é solução para resolver a criminalidade e muito menos educar o preso. Sou contra a palavra ressocializar, aplicada para os presos, pois se não vejamos como ressocializar alguém que nunca foi socializado?
Uma das medidas pra diminuir o numero de carcere, usando assim de medidas que podem, rever este quadro, que a cada dia que passa aumenta nos dias de hoje, a meu ver, é implantar as Audiências de Custodia em todo Pais com máxima urgência, em todo pais.